Não. O que consideramos, nos trânsitos lentos, são os três graus anteriores e os três graus posteriores do planeta em relação à cúspide (início) de cada casa.


Plutão, por exemplo, é um corpo celeste que pode ficar até 30 anos numa única casa. Entretanto, o momento mais importante dele numa casa de seu mapa envolverá um período bem menor: o período em que ele se encontra até 3 graus antes ou depois do início da dita casa.


Deste modo, não é que depois desta data o planeta não tenha mais nenhum impacto na casa em que está. O que ocorre é que o impacto é bem menor.