De forma alguma. Os trânsitos longos e curtos, assim como tudo em nossas vidas, se complementam. Os trânsitos longos falam de aspectos mais profundos de nossas vidas, enquanto os trânsitos curtos se relacionam com aspectos mais cotidianos.