Trígono - De natureza amigável e harmônica, esse aspecto ocorre entre planetas do mesmo elemento e representa a harmonia entre esses elementos que unem suas forças. Assim, ele indica uma potencialidade muito positiva das melhores características entre os signos e elementos que formam esse aspecto, entretanto, muitas vezes esse potencial não é explorada pelo indivíduo. Além disso, o trígono também pode ocorrer entre signos opostos, entretanto, configurando uma união mais sutil entre ambos, o que é definido pelo astrólogo Alexey como um Trígono enfraquecido. 


Sextil - De natureza cooperativa e harmônica, esse aspecto ocorre entre planetas de elementos opostos complementares, mas não de opostos psíquicos, segundo um consentimento da comunidade astrológica. Entretanto, o astrólogo, Alexey Dodsworth, considera que o sextil também ocorre entre signos de elementos opostos psíquicos, se estes realmente estiverem na distância angular correta, porém com uma força inferior ao sextil padrão. Portanto, assim como o trígono, o sextíl reune o melhor de ambos os planetas em harmonia.


Oposição - De natureza conflituosa e desarmônica, esse aspecto ocorre entre planetas de signos opostos complementares e apresenta uma característica projetiva, de modo que, o conflito ocorre através do outro. Assim, se o indivíduo assume determinado posicionamento o seu conflitante irá encarnar o seu opositor. Logo, a oposição se caracteriza por reunir as características mais difíceis apresentadas por cada planeta e posicioná-las em dissonância. Entretanto, embora pareça algo apenas negativo, é justamente, esse aspecto de desarmonia no mapa que impulsiona o indivíduo a crescer, por estimulá-lo a buscar a harmonia e a superação.


Quadratura - De natureza conflituosa e desarmônica, esse aspecto ocorre entre planetas de signos opostos e apresenta uma característica introjetiva, de modo que, o conflito ocorre a partir de mim. Sendo o próprio indivíduo, aquele que desencadeia o conflito. Logo, esse aspecto reuni as características mais difíceis de cada planeta e as posiciona numa espécie de enquadramento. Além da possibilidade de conflito citada anteriormente, os signos em que os planetas estão em uma quadratura são não-opostos de mesmo ritmo, o que reforça o atrito desse aspecto. Mesmo assim, ele pode sempre trazer qualidades à tona. Um exemplo é Marte e Plutão em quadratura: ainda que signifique obsessão na luta pelos desejos, indica força em batalhar para transformar o mundo.


Conjunção - De natureza neutra, a conjunção pode assumir um estado harmônico ou desarmônico e representa a fusão da qualidade dos planetas. Desse modo, o que define o estado de harmonia ou não de uma conjunção é a relação entre a qualidade do planeta e o fato dele estar em uma dignidade planetária ou não. Portanto, como exemplifica Alexey, uma pessoa com uma conjunção entre Mercúrio e Marte em Áries, tenderá a ser mais agressiva quando briga pelas coisas e quando fala do que uma pessoa com conjunção entre Mercúrio e Marte em Virgem que tenderá a usar a palavra de forma estratégica e moderada para brigar. Portanto, ainda que Marte esteja em exaltação, isso não significa que a conjunção está em harmonia, pois a qualidade impositiva e agressiva de Marte conduzirá também Mercúrio, enquanto, em uma conjunção entre Mercúrio e Marte em Virgem, Mercúrio tende a conduzir Marte de forma articulada por meio das palavras em prol de suas conquistas.