É o mesmo que "sorteio". Num sentido científico, o termo é utilizado para significar a quebra de uma ordem esperada. Num sentido esotérico, o termo é utilizado para designar o processo de sorteio, no qual um elemento é obtido como resposta a uma pergunta. De acordo com as teorias da sincronicidade originalmente propostas por Carl Jung, quando a mente se dispõe a ouvir uma resposta, esta resposta é dada pela própria vida ao nosso redor. Algumas pessoas percebem esta resposta, outras sentem maior dificuldade. O oráculo permite, através do sorteio ou aleatoriedade, que um elemento (ou vários) seja sorteado concedendo ao sujeito que sorteia uma resposta.